Musica maestro

Você consegue se imaginar entrando na igreja com um lindo vestido branco, com uma bela decoração, convidados bem arrumados e... um silêncio absoluto na igreja?
Com certeza não! Existe algo de errado nesta situação.

Imagine a mesma cena, porém antes de abrirem-se as portas da igreja, 04 músicos de fraque, luvas brancas, tocando Clarins Triunfais, com flâmulas das iniciais dos noivos aos instrumentos, fazendo o prenúncio da sua entrada, uma “Clarinada Imperial”, seguindo ao som de sinos e em seguida a triunfal Marcha Nupcial; então abrem-se as portas e você está como sempre sonhou.
Bem melhor agora! Isto lembrando de que antes entraram os padrinhos (com uma bela música), o pai do noivo com a sua mãe (outra bela música), o noivo (música escolhida a “dedo” – ele também é destaque), damas e ou pajens com temas da Disney ou clássicos. Melhor ainda!

Este dia é de vocês e por mais que falem que deveriam optar por esta ou aquela música a escolha deve ser sempre dos noivos, pois será a lembrança desse dia tão feliz.
Normalmente, a cerimônia religiosa exige seis peças musicais : a entrada do noivo com os padrinhos, a da daminha e/ou do pajem, a da noiva, a bênção das alianças, os cumprimentos e a saída dos noivos.
Cada momento pede uma música diferente.

Jantar ou coquetel?

Antes de escolher as músicas que vão alegrar a sua festa é preciso definir o estilo da mesma.
Éinsuportável jantar ao som de anos 60.
Nesta hora, a melhor pedida é a música ambiente, sem dúvida, com volume apropriado.
Esta também é bem-vinda para recepcionar os convidados no salão, suavizando o ambiente agitado.

Agora, a festa praticamente passa a pertencer aos convidados.
É preciso diverti-los.
E o que eles querem é dançar. Muito cuidado nesta hora.
É preciso discutir antecipadamente quais os estilos de música que serão executados neste momento.

Importante: Veja se o local da cerimônia e da recepção são adequados para o tipo de música que você quer tocar.

A musica é sem sombra de duvida uma das coisas que mais nos traz recordações sobre fatos e épocas de nossas vidas.
Mais ainda quando esta recordação é proveniente de um evento importante, ou o Mais Importante: Seu Casamento.

Essa é a importância da música na cerimônia de casamento.
Nessas ocasiões, em que a música tem que ser especial, com toda qualidade e perfeição, com músicos experientes e qualificados.

Na organização musical de seu evento – no caso a cerimônia religiosa – vários fatores são preponderantes para a escolha da formação de músicos e na escolha das músicas, o repertório.
Se sua cerimônia for durante o dia e ou ao ar livre, se o evento for à noite com todas as pompas que se tem direito, tipo do local (igreja católica, presbiteriana, evangélica ou outras).
Instrumentos mais imponentes podem ser utilizados, como uma orquestra de cordas (violinos, violoncelo, contrabaixo), metais: sax, trompete, trompa, flauta transversa e também a percussão, bem como Cantor e ou Cantora (popular ou lírico(a), ainda pode ser usado um Coral, ou uma formação simples porém elegante, em ambas as situações o importante é o resultado final ser de extrema alegria e emoção ao casal.

O roteiro das músicas merece muita atenção, pois, deverá considerar o tipo de cerimônia, local, horário e o gosto dos noivos.

O repertório pode ser classificado em: barroco, clássico, romântico, tradicional e popular.
v As músicas devem ser escolhidas de acordo com os momentos da cerimônia
vImportante lembrar também de que o(s) músicos(s) contratado(s) deve(m) aliar sua experiência profissional ao gosto dos noivos.
Ouvir e respeitar a vontade dos noivos é muito importante para que o resultado final seja grandioso e lembrado para sempre, como a verdadeira trilha sonora do maior evento que vocês já participaram: Seu Casamento.